Jornal do Lar Notícias

Bolsonaro compara índios em reservas com animais em zoológicos

Brasil 30/11/2018 às 20:52
O presidente eleito, Jair Bolsonaro, comparou nesta sexta-feira reservas indígenas a jaulas de zoológico ao voltar afirmar que não vai apoiar a demarcação de terras indígenas no país em seu governo.


President eleito, Jair Bolsonaro, é fotografado ao participar de fomatura militar em Guaratinguetá (SP) 30/11/2018 REUTERS/Paulo Whitaker

Bolsonaro argumentou que na vizinha Bolívia, país com numerosa população indígena, um presidente dessa origem foi eleito porque não ficou confinado em uma reserva.

“Ninguém quer maltratar índio, e você pode ver na Bolívia tem um índio que é presidente”, disse Bolsonaro. “E por que no Brasil temos que mantê-los reclusos em reservas como se fossem animais em zoológico?”

“O índio é um ser humano igualzinho a nós e quer o que nós queremos e não pode se usar a situação do índio para demarcar essas enormidades de terras que, no meu entender, poderão ser sim, de acordo com a própria ONU, novos países no futuro”, acrescentou.

Bolsonaro destacou a extensão de reserva ianomâmi que, segundo ele, tem o dobro da área do Estado do Rio de Janeiro. “Justifica isso para talvez 9 mil índios?”

Sobre o Acordo de Paris e outros pactos internacionais nos últimos 20 anos, ele disse que o Brasil aceitou pressão externa para ampliar a demarcação de terras para índios e reservas ambientais. “Esses acordos foram nocivos ao país.”

Por Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro
Fonte: Reuters
Publicidade

Comente e Comentaram

Cadastre-se agora e receba as últimas notícias.

Digite seu E-mail abaixo.


Notícias Relacionadas